quarta-feira, dezembro 07, 2005

Greve!!!

Está prevista uma greve da administração local para 13 e 14 de Dezembro. Qual é a ideia de apenas parar as Juntas de Freguesia e Autarquias? Ainda por cima nesta altura do ano?... Sinceramente acho que anda tudo ao contrário...os Sindicatos não se entendem e quem se lixa é o mexilhone... numa altura como esta em que está tudo decidido em termos de orçamentos para 2006 faz-se uma greve de dois dias que apenas vai favorecer os cofres à custa de dois dias de ordenado dos trabalhadores. Obviamente que, pelo menos 50% do "operariado" está renitente em fazer esta greve. Se a estrutura fosse diferente, se toda a função pública aderisse isso sim podia defender uma posição... mas andam todos descoordenados... burocracia atáxica mental. Os médicos fizeram a semana passada, os professores o mês passado... e agora "nós"?... Teria algum impacto se fosse a nível nacional... mas assim só se gera revolta. Alguém anda com falta de tempo para fazer compras de Natal? (desculpem a ironia... mas parece!!!).
Querem retirar-nos um subsídio (Natal ou férias) qualquer dia são as regalias de saúde... mas a culpa é de quem vota no Governo... e ainda enchem o papo (alguns meninos) que o Cavaco é o melhor candidato para as presidênciais. A pressão por parte de outros é intensa "TEMOS QUE FAZER GREVE" (o meu pai deserdava-me se eu não fizesse...eheheh... ele que em tempos aureos foi um lutador e activista...) mas mesmo assim ainda estou a ponderar. Concordo com a luta contínua, com a reivindicação laboral para melhores condições mas anda tudo do avesso?! Na minha opinião, isto não vai ter grande impacto... as pessoas não vão aderir e ainda se vão rir da FP... mas as pessoas têm medo das represálias... e que elas há, há!!!

2 Comentários:

Anonymous teresa disse...

Quais é que são mesmo os motivos? Pois é, de cor ninguém sabe...vou ter de investigar para ponderar, em consciência, se é justificável. Não me parece que adiante de muito continuar a lutar assim. As greves são marcadas com um calendário partidário, mas que muito pouco tem a ver com o calendário, solidário, para com os trabalhadores. Quanto perde um trabalhardor se parar estes dois dias? E o que se ganha? À primeira parece-me que com uma regra de três simples todos conseguimos responder e, ainda por cima, a incidir no ordenado de Janeiro; à segunda parece-me que não há resposta com estas graves caídas sabe se lá de onde. Se a houver p.f. digam-me pois tenho 3 dias para decidir se adiro ou não! No fundo, no fundo não me parece que seja assim que estamos a construir um Portugal melhor!

9 de dezembro de 2005 às 19:21  
Blogger apereira disse...

Clap clap clap!!! (palmas)

12 de dezembro de 2005 às 09:07  

Enviar um comentário

<< Página inicial