terça-feira, abril 25, 2006

ArtemSax "Entre Paredes"



(pastel seco/acrílico s/papel - apereira)


de mão suada, cravo seguro com elegância, aromas sublimes no ar... as luzes apagam... e retrai-se o público com acordes de saxofone em volta da sala...
daquela guitarra desponta o amor, por entre cordas de mãos dadas. A pele exalta-se, enche-se o peito, arrepiam-se os sentidos... no entanto e entretanto... corpos desnudados balançam ao sabor de melodias, como ondas de mar sem sal, simples e puras; passeiam-se, em voz, poemas pelo palco, correm sonhos na voluptuosidade do ser e do toque.

Homenageia-se, tributa-se a um grande senhor da música portuguesa, que sentia e que respirava o grande pulmão das palavras em códigos perfeitos, feitos de "movimentos perpétuos".
Minados pelo sonho e por uma liberdade secreta a noite atravessa com exactidão as memórias que ainda nos dão esperança que o mundo se modifique, que há beleza... que ainda há quem sinta... embora o sol seja sempre o mesmo.

Aplausos... aplausos!!! e pé ante pé, não fosse a madrugada acordar seguimos na solução do poeta!!!

"Entre Paredes" é um espectáculo que aborda a música de Carlos Paredes, fazendo fusão entre o timbre e a sonoridade complementado por manifestações artísticas, poéticas e muita dramaticidade.

Vale a pena conhecê-los...

www.artemsax.com

3 Comentários:

Anonymous diabinho disse...

Lindo.
Espectacular...

26 de abril de 2006 às 09:59  
Anonymous bergamota man disse...

O texto tem uma gralha. Ainda bem. As coisas perfeitas são enfadonhas. Amo o desenho.

1 de maio de 2006 às 23:07  
Blogger apereira disse...

gralha? WHERE????

1 de maio de 2006 às 23:39  

Enviar um comentário

<< Página inicial